0

Conheça algumas posições para amamentar

amamentacao

É comum as mulheres se perguntarem qual é a melhor posição para amamentar o filho. Mas não há mistério ou segredo. A melhor posição para amamentar é aquela em que a mãe e o bebê sentem-se confortáveis. A amamentação deve ser prazerosa para os dois. Então, a criança deve estar virada para a mãe, bem junto de seu corpo, bem apoiada e com os braços livres. Veja algumas dicas de posições para amamentar.

Posição tradicional

O bebê recebe o apoio do braço que está do mesmo lado do peito usado para amamentar. Sente-se em uma poltrona confortável, mantenha a coluna reta e pegue seu bebê de modo que a cabeça dele fique confortavelmente apoiada na dobra do seu cotovelo, com o rosto virado para a mama. Verifique se a cabeça do bebê está alinhada com o resto do corpo, mantendo a coluna reta, e não inclinada para o lado. Para ficar mais confortável, coloque um travesseiro no colo, entre suas pernas e o bebê.

A Posição Invertida

Com o cotovelo dobrado, segure o bebê ao seu lado, embaixo do braço, e segure a cabeça do bebê com a mão aberta, colocando seu rosto em direção ao seio. As costas do bebê ficarão sobre seu antebraço, como se você estivesse segurando uma bolsa de mão ou uma bola de futebol. Com a outra mão, apoie a mama, fazendo um “c” com seus dedos. Essa posição também facilita a amamentação de bebês prematuros.

Deitada De Lado

Deite-se confortavelmente de lado e coloque o rosto do bebê de frente para seu peito, apoiando seu corpo com o braço e elevando ligeiramente sua cabecinha. Use a outra mão para levar o mamilo até os lábios do bebê. Depois que ele pegar o peito, você pode usar um braço para apoiar a si mesma e o outro para apoiar o bebê.

Posição para amamentação de gêmeos

Se você quiser amamentar ao mesmo tempo, pode adotar a posição invertida, só que com um bebê apoiado em cada braço.

Dicas para todas as posições de amamentação

A cabeça do bebê deve ficar de frente para o peito e o nariz bem na frente do mamilo. Só coloque o bebê para sugar quando ele abrir bem a boca. Quando o bebê pega bem o peito, o queixo encosta na mama, os lábios ficam virados para fora, o nariz fica livre e aparece mais aréola (parte escura em volta do mamilo) na parte de cima da boca do que na de baixo. Cada bebê tem seu próprio ritmo de mamar, o que deve ser respeitado.

Fonte: Blog da Saúde

0

Obesidade estabiliza no Brasil

imagem

Imagem Ilustrativa

Índice pode melhorar

 

Nos últimos dois anos o Brasil estabilizou o sobrepeso e a obesidade. Os principais motivos da melhora nos índices nacionais são o aumento da prática de atividades físicas e consumo de hortaliças. Além disso, as análises constataram uma redução na ingestão de refrigerantes e bebidas açucaradas.

O levantamento foi realizado pela Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), de 2017, do Ministério da Saúde.

A pesquisa demonstrou que:

  • o consumo regular de frutas e hortaliças cresceu 4,8% (de 2008 a 2017);
  • a prática de atividade física no tempo livre aumentou 24,1% (de 2009 a 2017);
  • e o consumo de refrigerantes e bebidas açucaradas caiu 52,8% (de 2007 a 2017).

Entretanto, mesmo com as mudanças de hábito e os resultados positivos, a qualidade de vida ainda pode melhorar. Quase 1 em cada 5 pessoas (18,9%) são obesas e mais da metade da população das capitais brasileiras (54,0%) está com excesso de peso. A obesidade e o sobrepeso são considerados portas de entrada para doenças crônicas, como hipertensão e diabetes, que prejudicam a saúde da população e que poderiam ser evitadas.

O sinal de atenção para a saúde é ainda maior para os jovens entre 18 e 24 anos por serem os principais consumistas de açúcar. Nesse sentido, a sugestão dos especialistas é a substituição dos industrializados pela diversidade de frutas nacionais e a prática de atividades monitoradas por profissionais, com acompanhamento médico periódico.

Fontes: Blog da Saúde e Ministério da Saúde